• Muito bom, esse post. Parabéns =D

    Obs.: *forjar

  • E é nessas horas que eu penso se precisamos mesmo de tolerância religiosa, ou se precisamos largar mão de pensar besteiras. No Brasil, algumas dessas pessoas teriam suas vidas destruídas por terem posado para essas fotos.
    As criancinhas teriam sido traumatizadas para sempre.
    A maldade está em quem vê ou em quem julga o fato? Vá saber.
    By the way, RI ALTAÇO com a brincadeira dos deuses. Vale agora brincar de Guto bate com um martelo. 🙂

  • Excelente post!! Ri alto com a tirinha !!!

  • Muito bom o post, Ruas!
    A diversidade religiosa é muito interessante e o fator cultural também! Seu blog, além de ser incrivelmente engraçado é inteligente e posts como esse são importantes! Está de parabéns! Abraços!

  • HUIaheiuahueiaheuiaheiuaheiheiahiheiauhe!!!!!!!!!!
    Tirinha sensacional!!!

  • Aaahhh esse ano eu fui!!! EH bem divertido! e eles levam a serio mesmo, tem templo e tudo!

  • Muito bom, confesso q fiquei assustada com as fotos mas a explicaçao foi satisfatoria. e o Comentario do @Emanue J Santos foi mt valido, no Brasil algo assim seria mais discriminado q a Parada Gay!

    Tolerancia Já!

    A tirinha foi hilaria! kkkkkkkkk

  • “Uma das lendas diz que uma menina era amaldiçoada por um demônio que de dentes afiados que se escondia em sua vagina, sempre castrando seus pretendentes” Medo dessa vagina o.o” e se chegaram até ali não eram mais pretendentes kkkk
    PS: “um ferreiro da cidade resolveu forjar um falo de aço para expulsar o demônio” Foi criado assim o primeiro consolo.
    PS2: Estou eternamente traumatizado pela tirinha O____________O”

  • Caramba, tem templo para o penis gigante?
    Deve ser uma vagina e tanto hein.

  • Realmente uma coisa que nunca esperava ver, parabéns pelo post e pelo conteúdo do texto. Eu dei uma olhada nos comentários esperando encontrar criticando, porque sempre tem um ignorante, mas até agora não encontrei e que bom. Parece que as pessoas que visitam o site sabem respeitar melhor outras culturas, mas isso ainda não totalidade no Brasil. Exemplo, minha colega de trabalho, uma fundamentalista religiosa, achou uma palhaçada.

  • Pois é… é para ver que nem todas as religiões encaram a sexualidade como um tabu ou “coisa do mal”.

    Aliás, o orixá Exú cultuado no candomblé é outro que pode ser juntado a essa lista. Aqui no Brasil ele foi associado ao Diabo pura e simplesmente por ter um órgão sexual masculino como símbolo e ser uma divindade ligada, dentre outras coisas, à virilidade e sexualidade (tabus para o modelo cristão no qual o nosso país, mesmo sendo laico, está imerso).

    A tirinha foi sensacional! hehehehehehehehehehehehehehehehe

  • Mt bacana o post! Viva a pluricultura!

  • A tirinha seria mais engraçada sem a explicação… piada não deve ser explicada!

  • Só reforçou uma coisa que eu já sabia, os japoneses são bizarros o.O”
    ah, e muito legal a tirinha hehehehehehehe…

  • Eu já conhecia a lenda do falo gigante, assim como o ritual, porque gosto da cultura japonesa.

    Mas ao mesmo tempo em que é algo extraordinário, trago a vocês uma outra forma de pensar.

    Se não fosse a justificativa religiosa/fantástica da história, ela não seria extremamente absurda???

    Pois é…. é o que ocorre com a crença da maioria das pessoas… tira-se o lado da conversa com Deus, e Abraão é um velho maluco que pensou em matar o próprio filho…

  • Em terra de cego, quem tem um olho é rei.
    No Japão, quem tem pênis grande é deus.

  • Mundo perdido pq googli ?

    Vcs acreditam em 1 kra que nasceu de 1 virgem, andou na agua, e afins. Cada um tem sua fé. Pare de criticar ou teu deus te manda pro inferno ;D

    No mais… Japão realmente tem muita tosquisse… Mas ao amigo ali em cima que falou que é tosco…

    Eles sobreviveram, a bombas nucleares, desastres naturais etc. E ainda continuam como 2 lugar nas potencias do mundo.

    Brasil não tem nada e nao consegue chegar nem em 5 ( apesar do papo furado de ta em 4 )

  • Sendo orientais, compreende-se facilmente pq eles cultuam um penis tão grande, nada mais do que a representação de um desejo que eles gostariam de alcançar mas não possuem…

  • @Edmilson
    Há uma história semelhante na Bíblia. Livro de Tobias: Sara era atormentada por um demônio que matava os maridos na noite de núpicias, antes de consumar o casamento. Ela foi casada sete vezes e continuava virgem. O Anjo Rafael guia Tobias até Sara e ensina como expulsar o demônio. Ele consegue libertá-la e os dois vivem felizes depois.

  • Essa história de dentes na vagina também foi retratada num livro brasileiro muito bom: “As Pelejas de Ojuara”, mostrando que a personagem Mãe de Patanha tinha o mesmo “Demônio”. Esse livro deu origem ao filme O homem que desafiou o Diabo, e Mãe de Pantanha é representada pela Atriz Flávia Alessandra. O filme eu não gostei, mas o livro é muito bom!

  • É justamente esta diversidade cultural do nosso planeta que me admira (e espanta também)

  • Ótimo post! É legal abrir os olhos do pessoal pra tamanha diferença cultural ^^
    Só queria fazer uma correçãozinha: Kanamara Matsuri é o festival, a “divindade” é só Kanamara.

  • Pensando bem, aqui no Brasil, durante o Carnaval, tem coisa muito mais bizarra que isso e todo mundo acha lindo e normal, como qualquer manifestação da cultura popular

  • Podia fazer uma tirinha com o penis gigante.

    ah, ficou meio gay essa “briga de espadas” soco soco bate bate.

    kkkkkkk

  • Reação inicial: ¬¬
    Depois de ler a tirinha: AHDBAVSDKLJBAVÇO SAJ DALKNHDA ´BA *morri*

  • Gênesis :Eu já conhecia a lenda do falo gigante, assim como o ritual, porque gosto da cultura japonesa.
    Mas ao mesmo tempo em que é algo extraordinário, trago a vocês uma outra forma de pensar.
    Se não fosse a justificativa religiosa/fantástica da história, ela não seria extremamente absurda???
    Pois é…. é o que ocorre com a crença da maioria das pessoas… tira-se o lado da conversa com Deus, e Abraão é um velho maluco que pensou em matar o próprio filho…

    .
    SE um anjo me pedisse para matar meu próprio filho… pediria para ele alguma prova de que ele era mesmo um anjo.

  • Alguns cultuam um pênis gigante, outros cultuam um morto vivo voador cujo maior inimigo é uma cobra falante…. o mundo é assim!

  • Forjou um pênis de aço? Eu sabia! Além das colegiais de tentáculos, os japoneses também inventaram o sex shop! Obrigado Japão!

    Ao menos lá os os seguidores desta crença não querem nos enfiar garganta abaixo… …a crença deles, como acontece com boa parte das religiões ocidentais.

    ps: tem um filme japa com esta temática de vaginas com dentes; qual é mesmo o nome?

  • Caro companheiro Carlos… amei esse ultimo post!
    Verdade Pura… e ainda existe um Orixá afro e brasileiro Exú… cujo símbolo, sua força é também o falo.
    Acho q dá pra brincar mais um pouco com esse assunto tão cheio de “tabus”…
    Abraço

  • Edmilson :
    “Uma das lendas diz que uma menina era amaldiçoada por um demônio que de dentes afiados que se escondia em sua vagina, sempre castrando seus pretendentes” Medo dessa vagina o.o” e se chegaram até ali não eram mais pretendentes kkkk
    PS: “um ferreiro da cidade resolveu forjar um falo de aço para expulsar o demônio” Foi criado assim o primeiro consolo.
    PS2: Estou eternamente traumatizado pela tirinha O____________O”

    ———-
    Japoneses inventam de tudo, até o primeiro consolo!! XD

    E outra, esse foi o primeiro demônio banguela da história. huauhauh

  • As representações de Exú em Ketu são com a cabeça em forma de glande.

    E o culto romano de Príapo sobrevive através da adoração a São Gonçalo, como em célebre festa popular religiosa na Ilha de Itaparica, Bahia, onde mulheres se esfregam numa tora de árvore que é carregada pela multidão em busca de fertilidade. Representa, claro, um pênis.

    João Ubaldo Ribeiro chama de “Festa de São Gonçalinho do Caralho Grande”.

  • Vale ainda lembrar a sempre excelente cena de Petrônio, em seu Satiricon, em que Encolpo, o narrador, e Alcino, seu escravo, servem de auxílio ritual num templo de Príapo. Na tradução de Leminsky é mais ou menos assim:

    “Então, umas mulheres com cara de puta entraram carregando caralhos de madeira de proporções imensas!”.

    Não lembro se no filme de Felinni, bem menos bom, essa cena existe.

  • Eu gosto do seu trabalho e até reflito sobre algumas coisas que vc escreve e desenha. Entretanto acho que nesse post vc está quase pregando. Em vez de simplesmente fazer humor com religião, me parece que vc está querendo formar idéias religiosas

  • @Lucas
    Não, o Ruas está mostrando que religião é algo bizarro em qualquer lugar do mundo e que conceitos de moralidade podem variar muito de cultura para cultura, não sendo coisas absolutas, como pensam muitos.

    Eu particularmente gostaria de ir num festival do tipo, deve ser mesmo muito engraçado 🙂

  • Religião é coisa cultural. A mesma sofre modificações ao longo do tempo e localidade. Nossos deuses se moldam nos mais diversos seguimentos da sociedade. Permanecem os mesmos com roupagem e nomes diferentes. Nossas festas cristãs possuem origem pagã. O Deus Tamus por exemplo, era adorado como Deus da fertilidade .Seu simbolo? Uma cruz. Simbolizava cruzamento, fertilidade, VIDA.
    Gosto de sincronismos, de observar as formas de adoração. Gosto desse blog, é leve, reflexivo, divertido.

  • Acho que os japoneses cultuam essa divindade na esperança de que ela aumente o tamanho do orgão deles!!! Só pode!!!

  • Muito interessante, e essa lição me lembra das aulas de sociologia… E em falar em deuses, eu vi o deus “Falo”, em exposição no MASP. Era um pênis com pernas, com um colar feito de pênis e um pênis avantajado… pura cultura romana (nem é distante da nossa).

  • Soco Soco, bate bate, vira vira, foi foda. kkkkkkkkkkkkkkk

  • CARALHO !!!!!! Japão é o lugar mais cabulozo do mundo, vish…

  • no cursin de pre vestibular o professor de sociologia tava passando um videos sobre esse evento e falando sobre a diversidade das culturas
    so que o mais engraçado e que quando terminou o video estava escrito tocar de novo e o penis gigante ao fundo

  • tem gente falando que as crianças vão ficar traumatizadas… por causa de uma parte do corpo humano? bom, a gente acha absolutamente normal cultuar um cara sendo torturado em uma cruz, isso é muito mais traumatizante que um pênis.

  • pois é né, as pessoas vivem achando que isso é imoral, que é obsceno, mas isso faz tudo parte da vida das pessoas, os pais tem que saber que em alguma parte da vida o filho vai saber disso. Na verdade isso nunca foi imoral agente que ficou botando coisa na nossa cabeça.

  • Me dei ao trabalho de ler todos os 54 posts anteriores pra ter certeza que eu nNao estaria repetindo algo que já foi dito. E o que eu tenho a dizer é:

    1-No Candomblé, Exu é uma tipo de divindade. E não, UMA divindade específica.

    2-Temos no folclore nordestino uma lenda sobre uma mulher demonio com dente na vagina que matava os homens desavisados que traiam suas mulheres. no final da história, ela é morta por um homem “armado” de um penis de rapadura. Ao tentar morde-lo, a vagina quebrou os dentes. Essa lenda é narrada no filme O HOMEM QUE DESAFIOU O DIABO, com Marcos Palmeira. Por sinal, esse filme é um brilhante apanhado de várias das lendas do nordeste.

    3-No catolicismo nos TAMBEM TEMOS nosso Representante Divindade Menor de falo agigantado! Não estão lembrados de São Gonçalo?

  • Os japoneses sempre tentam compensar tudo, têm olhos puxados e pequenos, então desenham mangás e animes com personagens de olhos enormes; têm pinto pequeno e cultuam um “pintão”… Saquei a deles!

  • mas ai Ruas ,os japonêses nao tem um pinto pequeno O.o (nunca vi, mas falam) O.o

  • @Rafael
    Lembrei do pênis de rapadura kkkk não sabia que fazia parte das lendas da terrinha.

  • É… Durma você. 😀
    Inclua-me fora dessa!

  • pênis pequeno é bom. não machuca e chega onde precisa. kkkk

    traumatizar as crianças? trauma mesmo é vocÊ sentir o corpo cheio de hormonios e ser obrigado a achar que algo natural do corpo é pecado.

    viva os japas!

  • mas devo dizer que a festa e a divindade sem dúvida são efetivos.

    a mulherada deve sair da festa animadíssima. eu sairia.

  • Pois é, ja conhecia mais ou menos essa lenda, mas sempre confundi com algo GREGO…
    Em 2006 ou 2009, fizeram um filme que usa esse conto, chama-se A Vagina Dentada, apesar do NOME, é de TERROR… mas é meio trash até onde sei.

  • sinistro mesmo foi ver que tinham exatamente 69 comentários !!

    rsrsrsr

    ps: agora tem 70 =P

  • No Antigo Egito era comum andam com amuletos para garantir virilidade. Os amuletos eram representações de uma divindade que tinha o pênis maior que o todo o resto do corpo.

  • na cultura nordestina aparece uma variante deste mito, todavia por estas bandas, o sujeito forja um falo de rapadura para penetrar a feiticeira. é incrível como as mitologias se fundem, se atualizam, se forjam sob a cultura! prbns, ruas, ótimo trabalho!

  • Sei.. mutcho natural… Quando o Ditão tiver “explicando” pros teus filhotes o que é isso aí, eu quero ver se vai ter algum paizão ou mãezona “mente aberta”…

  • Pobre do Piriapo se Fu no soco soco bate bate com o Japa Pq o do Japa é de Aço !!!!

  • Daí surgiu a expressão quando se quer dizer que uma festa foi boa, ou seja, uma “festa do carálho”. kkk

  • IIII :
    Pobre do Piriapo se Fu no soco soco bate bate com o Japa Pq o do Japa é de Aço !!!!

    Quase morri agora de tanto rir xD

  • o caralho :
    CARALHO !!!!!! Japão é o lugar mais cabulozo do mundo, vish…

    ahh entendi, vc gosta de penis

  • Na antiga Atenas, ao longo do canto noroeste da praça da ágora, haviam enfileiradas estátuas fálicas do deus Hermes.

  • will :
    no cursin de pre vestibular o professor de sociologia tava passando um videos sobre esse evento e falando sobre a diversidade das culturas
    so que o mais engraçado e que quando terminou o video estava escrito tocar de novo e o penis gigante ao fundo

    mahuahauhuhauhuahu ri demais!

  • O que ninguém reparou> tem um menino e uma menina abraçados no pênis gigante preto.

    Lá realmente estão adorando essa divindade como uma coisa boa e tal e não levando pelo lado, digamos que, menos divino.

    Se fosse no Brasil teriam uma missa com creu e somente as meninas poderiam chegar perto das imagens, porque homem não pode dar pinta…

    Penso que nós aqui no ocidente é que vemos malicia em tudo…

  • Carlos, apenas uma mera correção: o Kanamara Matsuri não é o nome da divindade, mas o nome do festival (matsuri, em japonês, significa festival)

  • Quase tive um troço de tanto rir com a tirinha!!!!!

  • O Japão é bizarro? Não, eu ainda acho o Brasil mais bizarro.
    Ainda acho que uma criança cultuar um homem morto pregado numa cruz muito mais traumatizante do que isso…

  • O Japão é um país tão reservado e mesmo assim consegue ser bem resolvido com certos assuntos. Eles são mais resolvidos do que nós, brasileiros, que somos da terra da sensualidade, dos corpos desnudos na praia e da putaria na televisão, mas que ficamos de puritanismo quando o assunto é sexualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *