• Huahuahuahauhauha!!!
    Mto boa, Ruas!!! Nunca mais vou escutar essa música sem lembrar do castor carente!!

  • O pior é que sempre entendi “castor carente”… Até que decidi ler a letra

  • NUM FAÇO IDEIA DE QUE MUSICA É ESSA…. O_O

  • “…CÁ ESTOU, CARENTE…”

  • O melhor é o contexto… Viva o 25 de abril.

  • Na verdade, eu entendia isso ANTES. Depois de anos que eu conhecia a música é que eu questionei que aquilo era absurdo e cheguei à conclusão que era “cá estou” com sotaque português.

    Na Aquarela do Toquinho eu ouvia “.. Havaí, Pequim, Amsterdã”.

  • Tem também o Bandolins do Oswaldo Montenegro: “Como fosse um parque nessa valsa triste” ao invés de “como fosse um par, que nessa valsa triste”… =P

  • Adoreei!!! Sempre canto “castor carente” hahahahahahaha

  • Ou na da Elis: “… Mas é você que é mal passado e que não vê…” ao invés de “… Mas é você que ama o passado e que não vê…”

    Vixi ta cheio de exemplos pelas músicas afora…

  • A mais cômica é: “trocando de biquini sem parar…” ao invés de “tocando B.B.King sem parar…”

  • Caraca, Hélio, sério que não é o primeiro? Há! Há! Há! Há! USQ também é cultura! Jurava que tinha a ver com biquini essa música.

  • Caetano Veloso, comenta

    Entendam a transcendência das energias existências em um Universo Natural terrestre e porque não dizer corporal, que levam a naturalidade de natureza cotidiana relevante em nossa existência como seres comuns.

    Partindo então para os sentimentos fundamentalistas de nossas mais profundas vontades e desejos, contudo includindo, surgindo, ebulindo e integrando um ser maior, esta a unidade unida em todos os sentidos de uma só chama.

    Ao me deparar então com cena ideológica e reflexiva dele, dela, tua, minha e de todos nós cabe ressaltar a integridade de um respeito, também respeitando as respectivas parte do tudo e todas envolvidos nada de ninguém.

    É isso então que eu tentei passar por um pensamento simples e corriqueiro de uma tarde ao por do sol, em uma noite que se achegava em minha vida enquanto repousava nas areais de meus pensamento e nos mares de minha reflexão. É tão bonito passar isso adiante. obrigado

  • A mesma coisa de Tocano bibiquini sem parar do Vercilo que na verdade é Trocando de Biquini sem parar >.< tem varias

  • E tem também “O Papa é pobre” ao invés de “O Papa é pop”, mas nada vence o “Há lagartos no test drive”, ao invés de “Alagados, Trenchtown”, dos Paralamas.

  • Aliás, tem outras “versões” pro refrão de Alagados, tipo “Alagados, tu está, favela da maré” ou “Alagados, freakstown, favela da maré”. Já vi até gente trocar “Favela da maré” por “Panela amarela”.
    E a do BB King sem parar é a mais clássica de todas! UHASUHASUUHASHUHAS

  • Nossa cara, até os meus onze anos eu cantava essa múcica desse jeito.

  • Adorei! Ruas tá na onda dos bichinhos fofos agora. hehhe

  • Massa é ir no link e ver todos os comentários sendo USQ….. ^^

  • Gosto das tiras do site…
    mas essa em especial…está uma bosta .-.
    não é nada pessoal, vai vir um monte de puxa saco dizendo pra eu fazer melhor, mas não estou dizendo que faço melhor, to dizendo que essa é uma bosta .-.
    Você tem capacidade pra fazer tiras melhores, mas as suas tiras que saem ruins conseguem ser melhores que as de alguns sites…xD

  • quem tem capacidade e artista, e quem não, vira crítico

  • pqp. vou tirar agora a música do meu ipod!

  • isso me lembra: “trocando de biquini sem parar”

    qdo eh “tocando bbking sem parar”

    kkkk

  • Ruas, seu desprezível….hahahahha

  • Aproveitando o clima musical, eu não me lembro de ter visto uma tirinha dos mamonas assassinas, seria legal ver os irreverentes aprontando no paraíso, imaginem adão ao som dos caras, não sou um fã, mais que seria hilariante seria.

  • Agora a versão “Lá faz primavera, pá CASTOR doente”… RSRSRSRSRSR

  • Ah, Ruas, o que você fez! Agora vou lembrar da tirinha toda vez que ouvir essa música! Te odeio! kkkkkk

  • Da série Trocando de Biquini Sem parar

  • Ou seria da série Aprender Japonês Hebraico (do Djavan)?
    HAHAHAHAHHAHAA

  • Helio :
    A mais cômica é: “trocando de biquini sem parar…” ao invés de “tocando B.B.King sem parar…”

    Eu sempre cantei “trocando de biquini sem parar”, até descobrir ano passado no Ñintendo que passei a vida toda cantando errado XD

  • Meo deos, apavorei lendo esses comentários, nunca mais escuto música nenhuma do mesmo jeito!!!
    Chico nunca mais será o mesmo…
    E quem não escuta Chico Buarque … Ui… Não entendeu a brincadeira 🙁

  • E pior que bem no começo quando ouvi esta música do Chico Buarque, eu cantava “castor carente”. Anos depois foi, por acaso procurar a letra e lá estava “Cá estou carente”… Você relembrou tudo isso!

  • huahuahua… Me acabei de rir!! XD

    Essas confusões são clássicas…Quando era criança eu cantava: “Sou caipira, pirapora
    Nossa Senhora DESAPARECIDA”

    xD

  • Muittoooooooooo boa!!! faz mais do Chico e de confusões musicais!! como a clássica “trocando de bikini sem parar”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *